Convocatórias abertas

Bolsas Ibermuseus de Capacitação

Categoria I: 25/07/2017 - 30/03/2018 ate às 23:59 (hora de Brasília)

Categoria II: 25/07/2017 - 15/09/2017 ate às 23:59 (hora de Brasília)

As Bolsas Ibermuseus de Capacitação 2017, buscam fortalecer as competências e conhecimentos dos profissionais de museus dos 12 países membros do Conselho Intergovernamental do Programa Ibermuseus (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Espanha, Mexico, Paraguai, Peru, Portugal e Uruguai), além de promover a circulação do conhecimento e facilitar o intercâmbio de conteúdo, experiências, práticas e conceitos por meio do apoio à capacitação e à realização de residências profissionais em instituições museológicas públicas ou mistas de um dos 22 países ibero- americanos com fins de pesquisa, intercâmbio de metodologias, instrumentos e mecanismos de gestão museal e articulação de projetos.

CONVERSACIONES

De 18/05/2017 a 10/08/2017 ate às 23:59 (hora de Brasília)

CONVERSACIONES, com o tema MUSEUS E COMUNIDADES, busca o desenvolvimento de projetos expositivos e a circulação de bens culturais entre um ou mais países da região ibero-americana, com o propósito de promover ações de apropriação social da memória, e do patrimonio cultural e natural e sua valorização, evidenciando as relações entre instituições museais e sua comunidade, entre memoria social e identidade e resaltando o papel social da instituição museal.

Fundo de Emergência para o Patrimônio Museológico em Situação de Risco

Aberto a solicitações Até o 31/12/2017

Por meio do Fundo de Emergência, o Programa Ibermuseus oferece apoio a ações de assistência, socorro, proteção ao patrimônio museológico de regiões afetadas por terremotos, incêndios, conflitos bélicos, ameaças humanas e outras situações de risco. Consulte o regulamento.

Prêmio Ibero-americano de Educação e Museus

De 25/04/2017 a 10/06/2017 ate às 23:59 (hora de Brasília)

O Prêmio busca consolidar e ampliar a capacidade educativa dos museus e patrimônio cultural como estratégias de transformação da realidade social. Baseado em documentos de referência como a Declaração de Santiago do Chile de 1972, considera que o museu é “uma instituição ao serviço da sociedade, que agrega, comunica e informa, visando pesquisas, conservação, educação e cultura como pilares representativos da evolução da natureza humana”; e a Declaração de Salvador de 2007, que entende os museus como agentes sociais comprometidos com a diversidade, com a promoção do encontro intercultural e com o desenvolvimento sustentável.